Como Gerar Melhores Ideias no seu Próximo Evento

Entenda como melhorar suas ideias para seus eventos.

Entenda como melhorar suas ideias para seus eventos.
Postado em 15/06/2015
    Compartilhe:

O Daniel Boorstin uma vez falou que “O maior obstáculo ao conhecimento não é a ignorância, é a ilusão de conhecimento.” Para eventos, um dos maiores obstáculos para o sucesso é a ilusão do entendimento. Quando as pessoas afirmam que estão de acordo, mas na verdade não estão de acordo, todo mundo sai perdendo. Para entender este fenômeno, temos que entender primeiro o que impede as pessoas de partilharem suas ideias e opiniões.

Boas Ideias Nem Sempre São Recompensadas

Podemos aprender com o médico húngaro Dr. Ignaz Semmelweis, para entender a razão pela qual um colaborador pode ter medo de partilhar uma ideia. Enquanto ele trabalhava em um hospital em Viena em 1847, Dr. Semmelweis tropeçou em uma ideia revolucionária, pela qual ele seria, por fim, demitido e excluído da comunidade médica.

Nessa época, a febre puerperal afetava as maternidades pela Europa inteira, causando a morte de uma em cada seis mulheres pouco após o parto. Muitas pessoas acreditavam que a causa eram partículas aéreas, mas o Dr. Semmelweis tinha uma teoria diferente. Após realizar pesquisas e experimentos, Dr. Semmelweis chegou à conclusão que a causa da febre puerperal era os médicos não lavarem suas mãos antes de cada parto.

O Dr. Semmelweis partilhou orgulhosamente sua teoria com o chefe do serviço no hospital, mas foi ignorado, como se fosse uma pessoa que estava tentando passar por cima do estabelecimento e tornar seu próprio nome conhecido. Mesmo que hoje seja óbvio que os médicos devam lavar suas mãos antes de cada cirurgia, o Dr. Semmelweis não conseguiu, durante sua vida, uma adesão muito abrangente da sua ideia.

A história trágica do Dr. Semmelweis demonstra porquê as pessoas acham difícil partilhar ideias e opiniões, especialmente quando elas são diferentes das dos seus superiores. Se Dr. Semmelweis não tivesse partilhado sua ideia, ele certamente teria mantido o seu emprego (embora tendo, nesse caso, que lidar com o peso moral). Quando as pessoas pertencem a um grupo, elas se sentem pressionadas a conformar suas ideias com as convicções do grupo. A causa principal desta conformidade é o medo da isolação. Esse medo da isolação origina uma espiral do silêncio, que por sua vez leva ao pensamento de grupo.

Causas e Armadilhas do Pensamento de Grupo

Como um mecanismo antigo de sobrevivência, os seres humanos formam tribos com pessoas com ideias semelhantes, a quem eles possam confiar e partilhar recursos. Devido ao nosso desejo inato por laços sociais, há uma tendência de grupos pequenos tomarem decisões mesmo que um indivíduo não concorde, mas que ele apoia, para minimizar o conflito. Isso é o pensamento de grupo.

Como Funciona o Pensamento de Grupo

Imagine que você está sentado em uma sala com mais sete pessoas. Um pesquisador levanta um pôster com quatro linhas (abaixo) e pede para você relacionar as linhas de comparação com a linha padrão, algo que mesmo uma criança poderia fazer. Enquanto você tem o número dois na cabeça, outra pessoa antes de você diz três. Você vai falar dois, o que é claramente a resposta correta, ou você se conforma ao grupo? O Solomon Asch tem a resposta.

Gerar ideias num evento

O experimento de Asch, como aparece no vídeo abaixo, mostra que durante doze experimentos, um terço das respostas estavam incorretas e 75% dos participantes deram pelo menos uma resposta incorreta. Quer as pessoas se apercebam, quer não, eles sentem pressão para se conformarem ao grupo.

Pode ver mais provas da pressão para conformação no vídeo abaixo.

Como Evitar o Pensamento de Grupo num Evento

Acerte na Cultura

A cultura da empresa influencia em muitas coisas, especialmente se as pessoas partilham ideias novas e opiniões diferentes ou não. Como as pessoas estão mais motivadas para evitarem perdas do que obter ganhos, se as pessoas acreditam que pode haver consequências sociais negativas por partilharem ideias diferentes, elas não as partilharão, mesmo se isso beneficiria o grupo. Evitar o pensamento de grupo começa por criar um ambiente de trabalho onde as pessoas podem partilhar ideias sem terem medo das consequências sociais negativas.

Aproveite o poder do anonimato

Mesmo com uma cultura que oferece a liberdade de partilhar ideias, as pessoas ainda estão suscetíveis à influência. Para eliminar a pressão do grupo, dê às pessoas o poder de partilharem ideias e opiniões de forma anônima. Em vez de perguntar às pessoas o que elas pensam de uma ideia, faça uma votação ou enquete, usando um app de eventos.

Através do app de evento, os participantes podem partilhar opiniões de forma anônima e votar nas ideias sem “arriscarem” sua posição social. Em vez de seguirem o rebanho, as ideias são coletadas através do aplicativo e publicadas assim que entraram todas. Isso ajuda todo mundo a focar na ideia, e ignorarem sua aparência pessoal.

Todo negócio depende de ideias novas e comunicação eficiente. Em um mundo perfeito, todo mundo poderia partilhar ideias sem influência exterior ou medo de consequências sociais negativas. Infelizmente, vivemos na realidade, onde as pessoas estão susceptíveis ao pensamento de grupo. As organizações têm que equilibrar a necessidade de dar voz a todo colaborador e, ao mesmo tempo, evitar a ilusão do entendimento. Ironicamente, o melhor caminho para dar poder ao indivíduo e, dessa forma, à organização, pode ser através do anonimato.

Comente com o facebook